Carta aos pais

Curitiba, junho de 2020

Olá famílias da Alecrim Dourado!

Espero que todos estejam bem, em casa e cuidando uns dos outros.

Nós estamos bem, mas com muitas saudades de todos vocês. Nossa casa fica silenciosa sem a música, sem as crianças. E não é um silêncio de pausa, que é necessário para que a música continue. É um silêncio triste, como um instrumento que se quebra. Como uma criança que se cala. No entanto, entendemos que esse afastamento social é necessário para que a vida seja preservada, porque para nós, todas as vidas importam!
    
Aqui, passamos por momentos difíceis às vezes, como sabemos que também acontece com vocês, em casa. Já tivemos dias de medo, de incerteza, de dúvidas. Mas não perdemos a esperança. É nela que nos agarramos para criar todo o tempo novos projetos e músicas, para que a gente se sinta mais próximo, mesmo mais longe.

Tenho ensaiado diariamente para mandar a vocês um posicionamento sobre o futuro da Alecrim, mas as notícias mudam a toda hora e eu aguardo mais para escrever. Não é fácil empreender, ainda mais no ramo da Música, tão pouco valorizado em nosso país. Há 10 anos atrás, quando a Alecrim nasceu, já sabíamos que estar “fora do padrão” seria custoso. Nossas professoras e funcionárias (somos atualmente 12 mulheres fazendo a Alecrim acontecer!) são todas contratadas com carteira assinada. A folha de pagamento da Alecrim Dourado é o maior gasto atualmente, mas que estamos mantendo integralmente. Nossa relação não é de empregador/empregado, mas de AMIZADE. Procuramos manter uma relação horizontal com todas as pessoas que trabalham com a gente e mesmo com os nossos prestadores de serviço de maneira geral. E isso tem um custo: financeiro e emocional.

Esse é um momento crucial, pois precisamos de todos vocês para que a Alecrim Dourado SOBREVIVA. Sobre a parte financeira, o que eu gostaria de dizer a vocês é OBRIGADA! Desde o dia 17 de março tivemos apenas 3 cancelamentos e a inadimplência é baixíssima. Isso se deve ao comprometimento mútuo: vocês e nós! 

No entanto, é preciso ser realista: todos vocês contrataram um serviço semestral, que contratualmente prevê 19 semanas de aula, das quais apenas 4 foram cumpridas presencialmente. Não podemos mais contar com a “possibilidade” de retorno às aulas, pois todo o acompanhamento que estamos fazendo agora das reaberturas escolares em outros países nos mostram um retorno do pico de contaminação. Assim, avaliamos que talvez a gente não possa reabrir a escola em agosto, como gostaríamos. 

Optamos então por retomar as nossas aulas de modo online, para conseguir cumprir com esse compromisso contratual. Não teremos os mesmos objetivos musicais, pois eles também foram adaptados. Mas manteremos o que é fundamental na Alecrim Dourado desde o seu primeiro dia de funcionamento: o valor da COMUNIDADE. Façamos música com as crianças nesses dias, dentro do que nos é possível nessa rotina diária insana. Não será um momento de cobranças, mas de expressão musical, criatividade. Não teremos atividades, mas práticas musicais em família, se possível e prazeroso for. Música não pode ser feita por obrigação. E nesse isolamento social, a ARTE precisa estar dentro de nós para que possamos superar tudo isso com saúde mental. 


Entendo perfeitamente que esta pandemia deve ter afetado financeiramente todas as famílias, mas mesmo assim, alimento minha esperança de conseguir manter os contratos com vocês com as aulas online, mesmo que esse não seja o formato de sua preferência. Não sabemos ainda como será o segundo semestre, se teremos quórum, se conseguiremos nos manter. Mas estamos batalhando arduamente para que isso aconteça.


Nossa prática pedagógica offline continua: criamos um canal no YouTube exclusivo para os alunos com atividades realizadas pelas professoras, estamos há 72 dias fazendo lives DIARIAMENTE nas redes sociais da Alecrim como forma de levar a música para dentro da casa de vocês – e de todos os que quiserem participar conosco e criamos uma série para os adultos intitulada “Educação Musical Reflexiva” para que outras pessoas possam apresentar seus pontos de vista na avaliação da educação musical nesses tempos online. Acreditem: estamos estudando MUITO.

Preciso agora da ajuda de todos vocês: vocês receberão nos grupos de WhatsApp e por e-mail uma pesquisa, via Google Forms, para que a gente consiga delinear da melhor forma possível as nossas novas aulas de música online e também o segundo semestre da Alecrim. Espero contar com a resposta de todos vocês.

Deixo meu contato à disposição para sugestões, críticas, reclamações, declarações de amor, áudios e vídeos das crianças. É isso que tem alimentado a nossa alma nos últimos tempos. 

Gostaria de poder dar um abraço em cada um de vocês que já mostrou que acredita no poder transformador da música na vida de suas crianças. Enquanto não posso abraça-los realmente, deixo um trecho de uma poesia, de Rudolf Steiner:

Por convicção e amor, quero
fazer o que faço e
deixar de fazer o que deixo de fazer. 
Do medo quero arrancar o domínio e dá-lo ao amor.
E quero crer no reino que existe em mim.

 

Com todo o meu carinho,


Vivian Agnolo Madalozzo

© Alecrim Dourado Formação Musical - 2019 - by K2S Marketing Digital